TEGMA

Experiência que atravessa fronteiras

   Neste ano a Tegma comemora 50 anos de fundação. A empresa iniciou suas atividades em 1969, atuando com o nome Sinimbu no segmento de transporte de veículos zero quilômetro, dando início a uma longa tradição no setor. Após diversas fusões bem-sucedidas, ampliou suas atividades como operador logístico, oferecendo soluções logísticas completas e integradas e atendendo a diversos segmentos do mercado.

   A empresa participa da Feira como patrocinadora, representando seus prestadores de serviços e divulgando os outros nichos de negócio: logística integrada e logística automotiva. É uma oportunidade para apresentar as suas soluções em logística ao público, o que reforça ainda mais o relacionamento da empresa com o transportador.

   Com relação ao mercado automotivo, 2019 tem sido o terceiro ano de recuperação após o fundo do poço da crise que ocorreu em 2016. Essa recuperação ocorre em razão de pequenas melhoras da economia, como a queda da taxa de juros e da inflação, melhores condições de crédito e uma queda tímida das taxas de desemprego, mas também por conta do aumento das vendas diretas que englobam a aquisição de veículos pelas locadoras, que estão em uma tendência forte de crescimento.

   Esse aumento das vendas se reflete positivamente na Tegma, pois tem crescido a quantidade de veículos transportados pela companhia. Por outro lado, a queda das exportações em função da crise argentina impactou de forma acentuada a produção de veículos no Brasil, que tem buscado novas parcerias econômicas para conseguir escoar sua produção.

   O desempenho do mercado automotivo no ano de 2020 dependerá, principalmente, de como se desenrolarão as reformas estruturais que têm sido cogitadas recentemente pelo governo e o consequente impacto na confiança do consumidor e nos índices de desemprego do país. Dado que as condições de crédito estão favoráveis, com redução da inadimplência e das taxas de juros, a recuperação da demanda e do poder de compra do brasileiro será fundamental para a retomada sustentável do mercado automotivo brasileiro. A expansão do mercado também dependerá das vendas diretas, que contemplam as locadoras de veículos, e que estão bem capitalizadas e suprindo uma demanda em alta por veículos para locação para uso em aplicativos de carona.