Gente

Pandemia muda rotina do casal que viaja juntos há mais de vinte anos

or onde passa, Ângela de Fátima Bianconi, motorista da Tegma, cativa as pessoas com esse sorriso largo. Com a pandemia veio o uso de máscara que de cara escondeu sua marca registrada, seu sorriso. “Isso foi o de menos, usar a máscara me traz segurança, principalmente, no meu caso que viajo acompanhada do meu marido Agnaldo” acrescentou.

“Com a pandemia do novo coronavírus, mudamos todos os nossos costumes, usamos máscaras todo o tempo, estejamos na cabine ou não, não compartilhamos objetos pessoais, mantemos distância entre nós na cabine do caminhão, almoçamos em horários alternados e, mesmo perto, muitas vezes usamos o WhatsApp para manter diálogo”, disse.

Antes de ingressar no setor de cegonhas, Ângela trabalhou com caçambas e depois carga seca. A oportunidade de trabalhar no transporte de veículos novos surgiu com a ajuda do cunhado, já falecido, Ivan Demarque Tavella. “Ele me incentivou muito no início da carreira. Hoje não me vejo em outra profissão, na estrada dentro da cabine do caminhão, sinto-me em casa” afirma.

O marido Agnaldo é seu maior incentivador. Casados há 28 anos, ele largou o trabalho na Dersa para acompanhá-la. “Sou um cara de sorte por tê-la como esposa. Desde o ano 2000, viajamos juntos e ainda noto preconceito. Muitas vezes, falando comigo, as pessoas se assustam quando digo que o motorista é, na verdade, a motorista. Ela é uma profissional completa: entende de mecânica e bota a mão na graxa”, elogia.

O casal tem três filhos: Jorge Henrique, Agnaldo e João Pedro, eles foram criados sempre com a ajuda da mãe Nilda.

Segundo Ângela, ainda há preconceito contra as mulheres motoristas de caminhão. “Quando você chega sozinha, as pessoas enxergam de uma determinada forma, mas se você estiver acompanhada, já a veem com outros olhos. Por outro lado, existem pessoas que a elogiam, parabenizam-na e até me pedem para fazer selfie”, diz.

Ângela é apaixonada pelo que faz, faz tudo da melhor maneira possível, tanto é que já conquistou o prêmio no projeto de redução de avarias da Tegma, revela com orgulho!

   Ângela tem muito orgulho de trabalhar na Tegma, lá ela é tratada com muito respeito e carinho!!!