Férias

Pegue a estrada com segurança

Arrume as malas com cuidado

   Nos períodos de férias é muito comum encontrarmos carros parados no acostamento com o capô aberto aguardando um socorro. Para não sermos os próximos a perder um tempo precioso das férias parados na estrada é preciso fazer a checagem, ou seja, a manutenção preventiva dos sistemas do carro antes de pegar a estrada.

O que é uma revisão de férias?
   Pensando nisso, preparamos algumas dicas que você precisa saber sobre a revisão de férias. Essa revisão deve ser feita em todos os carros e motos, não importando o ano de fabricação, pois, dependendo das condições de uso, da pavimentação e do local, algumas peças podem sofrer desgaste prematuro em relação a outras. Para começar é preciso de tempo porque dificilmente você encontrará uma oficina mecânica disponível de uma hora para outra. Portanto, reserve no mínimo uma semana para fazer a revisão de férias.

Por que a revisão de férias é importante?
   Como diz o ditado: “é melhor prevenir do que remediar”. De fato, checar previamente o que precisa de troca ou manutenção é mais barato e mais seguro. Nada substitui a sensação de tranquilidade que experimentamos quando vamos pegar a estrada e sabemos que tudo está em ordem com o carro. As revisões devem ser realizadas conforme a orientação do fabricante e, em geral, dependem da quilometragem percorrida e tempo de uso (vide respectivos manuais). Todavia alguns problemas podem ser solucionados se observados previamente, por exemplo, pontos carecas nos pneus sugerem problemas com a suspensão, que possivelmente precisa de alinhamento ou substituição de peça. Quando o consumo de combustível aumenta, o painel acende alguma luz indicativa ou ocorre emissão de ruído estranho no motor, um profissional deve ser procurado.

Evite infrações e (ou) perda de pontos na CNH
   A falta de cuidados com o veículo também é passível de multas e/ou perda de pontos na carteira de habilitação. Evite problemas com o sistema de iluminação e sinalização; extintor fora de condição de operação; não uso do cinto de segurança, inclusive no acento traseiro; circulação com pneus carecas; mau funcionamento dos limpadores de para-brisa; falta de dispositivos para troca do estepe ou mesmo falta de combustível.

Itens que precisam de revisão periódica:
   Nível do reservatório de água; nível de óleo do motor, disponibilidade e funcionalidade dos cintos de segurança dianteiros e traseiros; condição das pastilhas de freio; calibragem correta dos pneus, conforme manual do veículo; validade e condição de pressão do extintor de incêndio; fluido de freio e direção hidráulica, se for o caso; condição de uso do estepe, que deve ter sulcos com dois milímetros de profundidade; sistema de iluminação do veículo (faróis baixos, altos e setas, luz de freio, de ré; luzes de emergência ou pisca alerta); condição dos limpadores de para-brisa; porte do triângulo sinalizador e dispositivos para troca de pneus; sistema de suspensão, principalmente dos amortecedores; porte de lanterna para viagens noturnas..

Passe no mecânico antes de pegar Revista Cegonheiro 20 a estrada