Posto Holanda Teixeira

Posto projetado para os Cegonheiros POSTO BR 316.

Ponto de encontro dos cegonheiroso

Quem passa pela BR 316, km 201, próximo à cidade de Maribondo, um posto BR chama a atenção pela quantidade de cegonhas que diariamente frequentam aquele lugar.

O bom atendimento, serviço de primeira e uma estrutura invejável parece ser o chamariz daquele lugar! Mas não é só isso. Encontrar os colegas Cegonheiros, colocar as conversas em dia é melhor do que qualquer bate papo pelo WhatsApp , conclusão unânime dos frequentadores do posto.

Inaugurado em dezembro de 2005, o proprietário José Gabriel Holanda Teixeira projetou o posto já dentro dos padrões para atender os Cegonheiros. Com 3.600 m2 quadrados de área, um pé direto com 5,80cms, loja de conveniência, seis bombas, vários banheiros, amplo estacionamento  e uma equipe de 20 funcionários bem treinados que não medem esforços para o bom atendimento.

Maribondo

A cidade de Maribondo (AL), fica a 85 km de Maceió com mais de 13 mil habitantes. É a única cidade pequena do Estado de Alagoas a ter uma unidade escolar de tempo integral e médicos todos os dias nos postos de saúde.

Conta a história do município que um pequeno sítio chamado “Poço da Caatinga” foi implantado em 1905 a 18 km de Anadia e tinha esse nome por possuir um poço de água cristalina localizado entre ingazeiros e canafístulas. Em meio à vegetação, formou-se uma grande casa de maribondos, passando o lugar a se chamar “Poço da Casa de Maribondos”.

Em 1930, com apenas 45 moradores, Maribondo servia de parada para repouso dos viajantes que vinham para a capital ou iam para o interior. Em 1947 foi implantada uma nova feira.

O governador Silvestre Péricles, em 1948, criou a Escola Rural e, em 1950, a primeira igreja. A BR-316 também deu importante impulso ao desenvolvimento do município, levando um grupo a trabalhar pela autonomia. Em 1962, o distrito foi emancipado de Anadia.

As maiores atrações do município são as festividades, onde se destacam o Micabondo (carnaval fora de época), a Feira de Ciências e Cultura (FECICUM), a Festa da Padroeira (6 a 15 de janeiro) e a Festa da Emancipação Política (24 de agosto). A feira livre, aos domingos, também atrai visitantes.