RADAR

CNH ganhará chip até 2019

A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) vai mudar novamente e virar cartão de plástico com microchip até 2019, de acordo com uma nova resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) a ser publicada nesta semana.

Os órgãos e entidades executivas de trânsito têm até 1º de janeiro de 2019 para adequar os procedimentos à adoção do novo modelo de CNH.

Os motoristas que tiverem o documento ainda dentro da validade em papel não precisarão fazer a troca, que ocorrerá no momento da renovação. O valor das emissões será definido pelos Detrans dos Estados e do Distrito Federal.

De acordo com o Contran, a atualização reduzirá as chances de fraude e terá integração com outros países. O cartão se assemelha a um cartão de crédito convencional, com chip que possibilita a inserção de dados dos condutores e amplia as formas de utilização do documento.

Segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), que fará o controle do acesso aos dados gravados no chip, não há risco de leitura de dados sigilosos.

Entre as alternativas para uso do novo documento estão o pagamento de pedágio e transporte público, o controle de acesso a prédios e universidades e a identificação biométrica que poderá usar as digitais contidas no chip para validação de identidade em bancos e serviços públicos, por exemplo.

CAOA Chery nova marca de veículos no Brasil

A CAOA e a Chery firmaram acordo de cooperação para criar uma nova marca de veículos no Brasil: a CAOA Chery. A parceria consiste na fabricação de veículos na planta da CAOA, em Anápolis, GO, que já está sendo ampliada, e na fábrica da Chery, em Jacareí, SP.

De acordo com a empresa, haverá ainda o aproveitamento da experiência da CAOA no mercado brasileiro e utilização de tecnologia oferecida pela Chery International. Em cinco anos, a nova marca CAOA Chery receberá investimento de recursos próprios de US$ 2 bilhões. Há expectativa de exportar veículos para toda a América Latina.

Aumenta pena para motorista bêbado que matar no trânsito

Câmara dos Deputados aprovou o projeto que aumenta a pena para o motorista alcoolizado que causar homicídio. Até então, os acusados de matar no trânsito depois de ingerir bebida alcoólica poderiam responder por homicídio culposo com pena de detenção de 2 a 4 anos, mesmo que fosse comprovada a embriaguez ao volante. Agora, a pena será de 5 a 8 anos de prisão.

Com a mudança para cinco anos da pena mínima, o motorista culpado terá de responder na cadeia, sem poder converter a quitação do crime para cestas básicas, por exemplo. Além do mais, isso não impedirá que o infrator vá a júri popular se for constatado o dolo eventual. Era uma brecha na lei que dependia da interpretação do delegado ou do Ministério Público no momento do oferecimento da denúncia.

A Mercedes-Benz do Brasil alcançou 3 milhões de motores

A Mercedes-Benz do Brasil alcançou em 2017 o marco histórico de produção de 3 milhões de motores para caminhões e ônibus. Esse número refere-se ao volume acumulado desde 1956, quando a empresa fabricou o primeiro propulsor a diesel nacional.

Os motores da marca atendem ao Brasil e a outros sessenta países, equipando caminhões de todos os segmentos, além de ônibus urbanos e rodoviários.

A baixa histórica dos juros no Brasil

Banco Central anuncia corte da taxa básica de juros dos atuais 7,5% para 7% ao ano, o menor patamar desde 1986. Trata-se da décima redução consecutiva do índice, que atinge seu menor patamar desde 1986, quando começou a série histórica da entidade financeira.

A Selic é uma referência para as demais taxas de juros da economia e um dos principais instrumentos do Banco Central para controlar a inflação. Se a inflação está alta, o BC pode aumentar os juros, fazendo com que o custo do crédito aumente no país e esfrie o consumo.

Se a demanda é menor, os preços caem.

Mas, se a Selic cai, o efeito é o contrário: o consumo é estimulado e a inflação pode ser pressionada. Para decidir a taxa, o Comitê de Política Monetária (Copom), composto por membros da diretoria do BC, se reúne oito vezes por ano para avaliar a situação econômica do país e definir qual é a melhor taxa.

Mercedes-Benz promove a formação de jovens

Em dezembro, além das tradicionais festividades, a Mercedes-Benz tem mais uma razão para comemorar: a formatura dos jovens do “Estrelas do Amanhã”.

Um projeto da própria empresa que chega ao seu 4º ano com o objetivo de capacitar aprendizes do CAMP – Centro de Formação e Integração Social e CIEE

– Centro de Integração Empresa Escola que atua nas áreas administrativas da fábrica de São Bernardo do Campo, SP.

Para participar os aprendizes passam por um processo seletivo que consiste em uma redação, entrevista pessoal e análise da frequência escolar. Os aprovados podem escolher uma das três disciplinas oferecidas: assistente administrativo, assistente de recursos humanos e assistente de planejamento e controle de produção. Além dos cursos profissionalizantes, todos os jovens têm aulas de informática e redação, participação em eventos culturais e palestras sobre carreira.

VW foi a maior vencedora nos Melhores do Ano do Jornal do Carro

A Volkswagen foi a maior vencedora no prêmio Os Melhores do Ano do Jornal do Carro (O Estado de S. Paulo) 2018, conquistando seis categorias. Esta foi a 12ª edição do prêmio, que tem 26 categorias no total e é composto pela votação da redação do jornal e dos seus leitores.

Foram considerados os melhores em suas categorias os modelos Up! (melhor Hatch de Entrada), Golf (Hatch Médio), Golf Variant (Peruas) e Saveiro (Picapes Compactas).

A marca também foi considerada a “Montadora com Melhor Valor de Revenda” e a “Montadora com Melhor Economia de Combustível”, de acordo com os leitores do jornal, ouvidos em pesquisa realizada pelo Ibope.

O Up! foi elogiado por seu desempenho, consumo e dirigibilidade. Também recebeu elogios pelo espaço a bordo e acabamento na cabine e pelo nível de equipamentos desde a versão de entrada.

O Golf, eleito o Melhor Hatch Médio pelo terceiro ano consecutivo, foi considerado a opção mais diversificada no segmento, com a melhor dirigibilidade. É também superior aos rivais em acabamento e nível de equipamentos.

Bicampeão na categoria Peruas, o Golf Variant destacou-se por sua mecânica, graças à combinação do motor 1.4 TSI ao câmbio automático de 6 marchas.

Também bicampeã na categoria, a Saveiro recebeu elogios por seu conjunto, o melhor entre as picapes compactas, e por sua dirigibilidade, além de seus recursos de conectividade.

Yaris, novo carro da Toyota

A Toyota anunciou o maciço investimento de R$ 1 bilhão em sua unidade em Sorocaba (SP) para a produção de um novo carro no país: o Yaris, um modelo que deverá ficar posicionado acima do Etios e abaixo do Corolla em preço e equipamentos.

Construído sobre uma plataforma derivada da aplicada ao Etios, a produção e o lançamento do Yaris será no segundo semestre de 2018.

“Não é exatamente a mesma arquitetetura do Etios, porque é um modelo é um pouco maior”, disse Steve St. Angelo, presidente para a Toyota na América Latina e Caribe.

O Yaris já é vendido em outros mercados emergentes onde a Toyota atua, inclusive no México. Ele é feito em versões hatch e sedã (conhecida como Yaris Activ), mas a Toyota do Brasil não confirma se ambas serão fabricadas. “É uma possibilidade”, afirmou Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil.