RADAR

Novo Jetta deverá ser lançado até final do ano

A Volkswagen apresentou no Salão do Automóvel de Detroit – EUA a nova geração do sedã médio Jetta. O carro que é vendido no Brasil desde 2008 tem agora a mesma plataforma do Golf, chamada MQB.

A grade frontal maior mostra a nova linha de design que já vinha sendo adotada em utilitários da marca. O câmbio automático passa a ter oito marchas. No Brasil, a geração vendida atualmente tem caixa de seis velocidades. O motor é o mesmo 1.4 turbo à gasolina (150cv) já disponível no Brasil.

A nova traseira é semelhante à do sedã compacto Virtus que foi lançado recente. Outro ponto em comum entre os carros é o painel digital que oferece mais recursos no Jetta.

O novo sedã médio será produzido no México. O lançamento no mercado brasileiro deve ocorrer no fim deste ano com apresentação no Salão do Automóvel de São Paulo em outubro.

Toyota faz 60 anos no Brasil

A primeira operação da Toyota fora do Japão completou 60 anos de atividade no último dia 23 de janeiro. O Brasil foi o país escolhido como primeiro ponto de expansão da montadora japonesa no ano de 1958. Uma história rica, que enfrentou ditadura, severas crises econômicas e teve participação efetiva no desenvolvimento industrial e econômico brasileiro.

Desde 1958 até os dias de hoje, evolução e novas fábricas ampliaram o potencial da marca japonesa por aqui.

Atualmente, quatro fábricas nas cidades paulistas de Indaiatuba, Sorocaba, Porto Feliz e São Bernardo do Campo, cidade que também abriga um Centro de Pesquisa Aplicada e um Centro de Design, abastecem todo o mercado nacional além de países vizinhos.

Somam-se também os três centros de distribuição de veículos em Guaíba (RS), Vitória (ES) e Suape (PE), um centro de distribuição de peças em Votorantim (SP), um escritório de representação em Brasília (DF) e mais de 5.800 colaboradores.a

03-revista-cegonheiro-sinaceg-radar

Brasileiros podem trocar CNH por habilitação italiana

Entrou em vigor no último dia 13 de janeiro o acordo firmado entre Brasil e Itália que permite a conversão das carteiras de habilitação entre os dois países. Isso significa que, agora, os brasileiros que moram naquele país podem usar a CNH para obter a habilitação italiana sem precisar passar por exames teóricos ou práticos de condução.

A regra só vale para quem mora na Itália há menos de quatro anos e cuja  habilitação foi emitida antes da obtenção da residência no país. Para os turistas, nada muda, segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

De acordo com o Consulado-Geral do Brasil em Milão, se quiserem dirigir pelas ruas e estradas italianas, os viajantes brasileiros têm duas opções: efetuar, na Itália, uma tradução juramentada da CNH ou solicitar a PID (Permissão Internacional para Dirigir), emitida pelos Detrans de cada Estado.

A PID nada mais é que uma tradução da CNH em sete idiomas (alemão, árabe, espanhol, francês, inglês, português e russo).

O documento é aceito em mais de cem países signatários da Convenção de Viena ou que tenham princípio de reciprocidade com o Brasil. A lista está disponível no site do Denatran (denatran.gov.br).

01-revista-cegonheiro-sinaceg-radar

JAC prepara chagada de carro popular que parece Jipe

A chinesa JAC Motors terá um novo carro popular no mercado nacional, com apelo fora de estrada. Será o compacto T20 que chega às lojas neste ano.

Para reforçar a aparência aventureira, o carro trará o estepe na tampa do porta-malas, como no Ford EcoSport.

O modelo chinês será bem equipado e deve custar a partir de R$ 40 mil, valor próximo ao do Renault Kwid Intense (R$ 40,5 mil) e Fiat Mobi Way  (R$ 42,6).

04-revista-cegonheiro-sinaceg-radar