RADAR

DAF completa 5 anos no Brasil

   Em outubro, a DAF comemorou 5 anos de operação no Brasil com qualidade, robustez e baixo custo operacional. Com mais de 3,6 mil caminhões emplacados, a marca ocupa uma posição de destaque frente aos concorrentes em seu segmento, caminhões acima de 40 toneladas.

   Os caminhões DAF  são reconhecidos por sua confiabilidade, baixo consumo de combustível, conforto, amplo espaço na cabine e baixo custo operacional, atributos que fizeram da marca referência em satisfação. Outro destaque é o atendimento pós-venda que permite aos frotistas realizarem a manutenção de todos os seus caminhões nas concessionárias DAF, inclusive de outras marcas, tornando a logística muito mais fácil.

Volvo lançou novo sedã importado dos EUA

   Após lançar uma série de utilitários no Brasil, a marca sueca se volta para os sedãs. O modelo grande S90 iniciou as vendas em setembro e a empresa confirma para 2019 a estreia do médio S60. O carro vai chegar às lojas entre julho e agosto, importado dos EUA. A terceira geração do S60 será vendida no Brasil com motor turbo, já utilizado nos utilitários XC60 e XC90. O S60 oferecerá mais espaço interno e no porta-malas, que passa de 380 litros para capacidade de 442 litros.

China planeja lua artificial

   A China planeja lançar uma lua artificial até 2020 para substituir a iluminação urbana e reduzir os custos de energia elétrica nas cidades. A primeira lua feita pelo homem deve partir do Centro de Lançamento de Satélites Xichang em Sichuan. Em caso de sucesso, outras três luas artificiais serão lançadas em 2022. O primeiro lançamento terá caráter experimental, mas os satélites lançados em 2022 serão reais e terão um grande potencial cívico e comercial. Ao refletir a luz do sol, os satélites podem substituir a iluminação urbana em cidades, uma economia de 1,2 bilhão de yuanes por ano (R$ 629 milhões) em energia elétrica na cidade de Chengdu, iluminando uma área de 50 quilômetros quadrados.

Japonesa compra Magneti Marelli

   A Fiat Chrysler Automobiles fechou contrato para vender a fabricante de autopeças Magnetti Marelli por R$ 26 bilhões a uma rival controlada pelo grupo KKR. A operadora criará um dos maiores fabricantes mundiais de autopeças com faturamento combinado de R$ 55 bilhões. O negócio ocorre em um cenário em que a indústria automobilística passa por mudanças estruturais com a chegada da tecnologia elétrica e de carros autônomos, que ameaçam os modelos tradicionais de negócios das montadoras de automóveis e de seus fornecedores.

28ª Gincana do Caminhoneiro

   Mais de três mil caminhoneiros de todo o país cruzaram as estradas brasileiras para participar das etapas classificatórias da 28ª Gincana do Caminhoneiro, evento que os desafiou a mostrar um misto de velocidade e precisão na disputa de slalon, ziguezagueando entre cones, driblando-os para não derrubar nenhum deles, provando também habilidade numa baliza. O dia 21 de outubro ficará marcado para sempre na memória de Joaquim Veríssimo Batista, da cidade São Luis/MA, que foi o campeão da temporada 2018, ganhador do caminhão Iveco Tector Auto-Shift.

A Caoa Chery inicia produção do sedã Arrizo 5

   O sedã Arrizo 5, modelo de porte médio, será apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo em novembro. O carro tem motor 1.5 turbo flex com 150cv. O câmbio é automático do tipo CVT. A fabricante pretende lançar mais dois modelos no próximo ano, ambos utilitários esportivos. Hoje, a linha é composta pelo compacto QQ e pelo jipinho Tiggo 2.

Land Rover comemora 70 anos no mundo

   Referência mundial em veículos 4 x 4, a Land Rover comemora 70 anos desde o início da produção do seu primeiro modelo. Para contar um pouco dessa história de sucesso e mostrar a relação que existe entre os proprietários de um Land Rover e seus veículos, a marca promove uma série de ações em seus canais digitais com conteúdo nacional inédito e várias curiosidades. A primeira ação se chama “Minha História Land Rover” e pode ser vista neste link https://bit.ly/21ZUc5G.

Instituto Nacional do Câncer estima quase 60 mil novos casos até 2019

   O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. De acordo com o INCA, Instituto Nacional do Câncer, estima-se 59.700 novos casos de câncer de mama no país, para cada ano do biênio 2018-2019, com risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos, segundo estudos da instituição.